Publicidade em três palavras ou original da cópia

A coisa mais bacana de se estudar publicidade – além de pode criar campanhas publicitárias fictícias e vestir camisa xadrez, é claro – é poder dar pitaco nas campanhas que veiculam por ai. Todo processo de criação de uma campanha, de maneira muito resumida, começa pela solicitação do cliente, passa pelo planejamento da agência e chega na criação. Uma vez na criação, os malucos ou gênios que ali habitam bolarão uma maneia de passar a idéia da campanha para o público-alvo.

Perfeito! É só saber fazer uns malabarismos no Photoshop, criar um slogan ou uma musiquinha com rima ou ainda um bordão que caia nas graças do povo, certo?! Bem, não é bem assim. A galera se mata pra agradar o cliente, o CONAR e público que será atingido pela campanha e produzem pérolas que ficarão na cabeça da gente por um periodo razoável de tempo.  Porém, nem sempre é assim.

Engraçado que ultimamente venho notando vários slogans que são feitos com apenas três palavrinhas. Alguns criativos, outros, nem tanto. E mais engraçado ainda é o que dá pra criar quando se descontextualiza as três palavras do produto. Pensando nisso, peguei alguns exemplos e resolvi fazer uma brincadeira que pode ajudar o pessoal da criação de outros produtos com uma campanha já pronta. Pois como dizia o velho e já saudoso Armando Nogueira: “é melhor copiar uma ideia boa que usar uma idéia ruim”.

1 – Tang – Preparou, bebeu, faz

Essa campanha muito criativa da Tang quer despertar a consciência das crianças para a preservação do meio ambiente. Impossível assitir o vídeo e não sair contarolando: “Preparou, Bebeu, Faz…”

Agora imagine você também que “Preparou, bebeu, faz” daria uma ótima idéia para a Caninha 51 e seu produto Caipirinha Mix 51. Veja que é o mesmo conceito de preparar, beber e fazer. Agora fazer o quê? Provavelmente alguma cagada, pois o cidadão vai encher a lata e fazer alguma arte por ai…

2 – Novo Bis – Desconfie de todos

Na minha singela opinião, o melhor comercial de tv que apereceu nos últimos tempos. Simples, direto e bem humorado, o filme mostra que o produto é tão bom que até vale fazer alguma coisa errada por ele.

Indo na mesma linha de fazer algo errado, “Desconfie de todos”  poderia ser usado para vender teste de gravidez. Por exemplo, vamos dizer que a menina seja daquelas que goste de fazer “algo errado” com mais alguém, sabe?! Então, temos a nova campanha dos testes de gravidez Bioeasy. “Desconfie de todos”, pois sabe lá…

3 – Visa – Clicou, passou, entrou

A campanha da Visa busca o público que quer praticidade. Comprar ingressos na internet para entrar no estádio. Num país onde ir num estádio de futebol é quase uma aventura, pagar perto de R$100,00 para ver um jogo muitas vezes meia boca até pode ser uma boa. Digo isso, pois o ingresso é só para estádios que tenham a torcida Visa, uma faixa damarcada da arquibancada que é exclusiva para quem compra pela internet. E como todo mundo quer lucrar na história, o preço fica um pouco impopular. Mas, não é essa a questão aqui. A questão é que o “Clicou, passou, entrou” tanto serve pra comprar ingresso, como também poderia ser usada para comprar, por exemplo, KY pela internet.  Clicou, passou, entrou. Bem, acho que você entendeu…

4 – Estomazil – Ferveu, tomou, passou

Essa aqui é mais usada no rádio ou para mídia interna, como essa ai em cima que foi usada no metrô. Contra azia e má digestão, você toma o tal do Estomazil. Corretíssimo. Exceto pelo fato de que você pode comer um boi e achar que está tudo bem, pois o remédio está ali pra isso mesmo, né?! Engraçado ou até irônico, eu acho, que todo comercial de remédio tem que avisar que: “A persisitirem os sintomas, o médico deverá ser consultado”. O correto seria o contrario, não?! O médico antes do remédio, mas a fila anda e podemos usar o “ferveu, tomou, passou” pra vender Vicky Pirema. Você está com gripe? Ferveu, tomou, passou.

Tudo isso para chegarmos até aqui. No número 5.

5 – Bozzano – Bozzano é bom!!!

Aqui o slogan original que era: “É Bozzano, é bom”, mas no rádio, que foi de onde tirei a ideia de escrever, o Ronaldo pronuncia: “Bozzano é bom”.

Porra, Bozzano. Porra, Ronaldo. Quando eu citei o Armando Nogueira era de brincadeira. Essa campanha já é da Bayer desde 1922. E agora, quase 90 anos depois, é “reiventado”? Impressionante como a falta de inventividade às vezes compromete uma campanha inteira! Por mais que o produto seja bom e que traga algum benefício único para o consumidor, assumir um slogan outrora já usado não é uma boa ideia. Os consumidores ficarão com a impressão de que algo está deslocado. Que já ouviram isso antes. E pior, a atenção se voltará muito mais pro slogan copiado do que pro próprio produto/marca. Ainda bem que existe o CONAR que fez o favor a todos nós de suspender o comercial. Fiquei aliviado quando li no CCSP sobre a resolução do caso. Agora, revolucionaram, pois adicionaram “sempre com você” (ó, as três palavrinhas ai) e o Ronaldo, sempre mega empolgado, desta vez nem precisou gastar saliva.

Coletei os dados das campanha acima e fiz essa brincadeira pra lembrar que uma vez associado a um produto, dificilmente você poderá colocar um slogan ou uma ideia ligado a outro produto. Isso facilitaria muito as coisas? Claro que sim. Imagine que podemos pegar campanhas consagradas como: “Mil e uma utilidades”,”Feito pra você”, Não basta ser pai, tem que participar” e usá-las pra uma infinidade de produtos senão Bombril, Itau e Gelol. Mas e dai? O público lembrará do seu produto como original ou uma cópia. Tome sempre cuidado, pois na vida nos acostumamos a ser assim, como Carl Jung costumava dizer: “Nascemos todos originais, mas morremos cópia”.

E você prefere ser original ou cópia?

Anúncios

Uma resposta para “Publicidade em três palavras ou original da cópia

  1. Pingback: Os números de 2010 – Primeiro ano de Blog | Nove de Março

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s